MARUJADA

[ 0 ] 10/12/2016 |

A Marujada surgiu com uma iniciativa dos escravos, nas margens do Rio São Francisco em homenagem ao santo, aquele que é o maior símbolo de identidade dos negros escravizados, São Benedito. Este Santo foi assumido como sendo milagroso e grande protetor de suas causas.

o ponto alto da festa de São Benedito é a Marujada. A festa dos Marujos é a única manifestação popular local ligada à escravidão e que possui traços afro. Além do caráter folclórico, a marujada tem ainda toda uma simbologia relacionada à aspiração de liberdade.

A marujada, mostra uma releitura da reconstrução cultural e artística popular de origem portuguesa com raízes africanas, que no sertão baiano, encanta pela mistura da fé e o prazer profano em homenagem ao santo protetor dos negros, São Benedito.

Uma manifestação popular religiosa, que se transformou ao longo do tempo em tradição, acontecendo todos os anos desde do começo do século XX, danças coreografadas, roupas iguais para todos, cantigas entoadas durante o trajeto, denotam a vitalidade dessa tradição que se renova a cada ano.

A Marujada é uma das festas mais tradicionais e muitos acompanham trajados de marujos, todos de branco, com chapéus enfeitados com fitas coloridas representando a alegria desta festa popular religiosa, e grandiosa tradição no sertão baiano. Todos pagando uma graça pela promessa feita a São Benedito.

Muitos desses marujos é representado por pessoas mais antigas, adolescentes e atualmente também representados por mulheres.

A Marujada, exprime a cultura e tradição do povo, tanto pelas cerimônias festivas, quanto pelos rituais religiosos. Essa celebração reafirma laços sociais e raízes que aproximam a sociedade, movimentam e resgatam lembranças e emoções dos antepassados. A festa popular religiosa traduz a cultura popular, a linguagem do povo, tudo que vem dele e de sua alma.

A predominância e a valorização de aspectos de herança em detrimento dos costumes e hábitos da cultura popular, tem aqui como uma cultura nascida das vivências populares, onde naturalmente se transmite e preserva a herança material e imaterial ligadas as manifestações de alegria, resistência e de lutas pela sobrevivência dessa tradição.

fonte: http://www.geraldojose.com.br/mobile/?sessao=noticia&cod_noticia=46445

MARUJADA DE CURAÇÁ

Compartilhe a página nas redes sociais:
Compartilhe essa p%aacute;gina por email: Compartilhe essa p%aacute;gina no Stumble Upon Compartilhe essa p%aacute;gina no Digg this Compartilhe essa p%aacute;gina no Facebook Compartilhe essa p%aacute;gina no Twitter

Category: +São Benedito, -Marujada, =Festa POPULAR

Sobre o autor ()

Faça um comentário